Filhas das Trevas
Bem Vindos ao Forum Filhas das Trevas, conecte-se e veja todas categorias(e paginas) do forum!
Conectar-se

Esqueci minha senha

Bem vindo!

Últimos assuntos
» GENTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE! Cade todo mundo?!
23/10/16, 03:29 pm por Beatriz

» Apresentação
14/09/14, 05:11 pm por Rafinha

» Nova na área...
09/04/14, 09:30 am por Isadora Aleh Ferry

» O Resgate do tigre - Colleen Houck
28/03/14, 03:49 pm por elida_martins

» Oi :3!!!!!
02/01/14, 12:03 am por Beatriz

» Sociologia Vampira 415 // IMPRINTING
29/12/13, 01:54 pm por Duda Redbird

» Um elenco para The house of night.
29/12/13, 01:49 pm por Duda Redbird

» Da carona ou atropela?
09/12/13, 04:02 pm por Debrah

» Zoey Redbird
17/10/13, 04:20 pm por Bella Salvatore

Foruns Parceiros
banners rolando pra cima

True Blood Portugal



Vampire Academy Portugal

Forum Fallen - Hush,Hush - Anjos Caidos

Apaixonados por Livros

Os membros mais ativos do mês

Nosso Twitter!
Frase do Mês!!
"Os livros nos dão conselhos que os amigos não se atreveriam a dar-nos." Samuel Smiles

O Primeiro Desafio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 09/02/13, 09:23 pm

Capítulo 1

Como sempre, acordei gritando. Esse não era exatamente o problema. Desde pequena eu tenho "coisas", sonhos, pesadelos e outras coisas estranhas. Não, esse não era o problema. Era essa sensação, algo estava errado.
"Alguém que você ama está em perigo." As palavras vieram até mim, e, naquele momento, pareciam certas. Não pensei pare de pensar besteiras e levantei.
A propósito, meu nome é Camile Johnson Williams e eu tenho 16 anos. Atualmente eu me encontro num acampamento de verão porque meus pais não me querem por perto. Ok, isso não é verdade. Meu pai e minha madrasta não me querem por perto. Principalmente minha madrasta.
Ok, isso não é importante.
Vesti jeans e uma blusa branca e amarrei meu cabelo num rabo de cavalo. Fazendo isso eu parecia quase normal. Meu cabelo é preto, muito preto. Tenho a pele branca e olhos castanhos que sempre me lembram chocolate. Minha pele parecia ainda mais branca hoje e as olheiras me lembravam do sono mal-dormido. Pouco a pouco, fui me lembrando do sonho...
Alguém bateu na minha porta e tomei um susto. Era Brad, meu namorado. Brad é aquele cara legal que sempre tem um sorriso no rosto. Tem cabelo loiro, muitos músculos e pele bronzeada. É o tipo de cara pronto pra encarar qualquer esporte radical, desde surfar a pular de um prédio em chamas direto na piscina. Acredite, ele já fez os dois. Embora a segunda opção não tenha sido do jeito que ele imaginava.
Ok, o acampamento em que estamos se divide em basicamente 4 áreas: o refeitório(apenas três refeições por dia) os chalés (onde dormíamos e roubávamos vinho da sra.Collin) o pavilhão (um lugar cheio de bancos ao ar livre onde se juntam 149 adolescentes pra fazer alguma coisa) e a floresta. A floresta fica logo atrás do pavilhão e eu realmente nunca fui lá. Brad e os amigos já, mas disseram que não era muito interessante.
Hoje seria a primeira vez que nos reuniríamos no pavilhão, porque uma vez no mês teríamos que ir lá. Além disso a única outra regra é "divirta-se" ou seja, se inscreva em uma ou duas atividades e te deixam em paz.
O dia passou como um borrão. Conversei com minhas amigas, almocei espaguete e ri da cara do Billy. Um dia normal. Horas depois eu estava sentada naqueles bancos, entre Amanda e Samara, no anfiteatro (ou pavilhão, do jeito que eu chamo). A sra. Crumley falava com a típica alegria que tinha desde que tinha se tornado uma lésbica assumida e tudo estava bem normal. Na verdade, eu estava morrendo de tédio.
Eu não estava realmente prestando atenção em nada até vê-lo. Aí tive certeza que a minha vida mudaria pra sempre. As próximas palavra que ouvi foram:
"Camile Johnson Williams! A noite escolheu-te; tua morte será teu nascimento. A noite chama-te; Escuta a doce voz Dela. Teu destino te aguarda na Morada da noite!

----------------------//--------------------
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 09/02/13, 09:25 pm

Comentem o que vocês acharam por favor!!!!!!!!!!!
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Vandaah em 20/02/13, 12:44 am

ôôôôô my god...amoooo ler e eu realmente seii apreciar uma boa leitura...lendo sua historiaa pareciaaa tipooo pc. cast escrevendoo...mtoo boom msm.
Meninaaa a Deusa te abençoou com um dom entaoo pratique-o serio msm, eu adorei e se vc num c importaa queriaa ler mais saber mais sobre "Camile Johnson Williams" tipoo keroo mtoo ler, saber td sobre ela. Acho que vc acaba que ganhar uma fã lol !!!
Abençoada seja vc minha pequena escritora!
avatar
Vandaah
Veteranos
Veteranos

Mensagens : 159
Pontos : 163
Data de inscrição : 10/11/2012
Idade : 24

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Vandaah
Classe: Sextos Formandos Sextos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 24/02/13, 04:27 pm


O engraçado foi que eu não pensei nada do tipo: eu acabo de ser marcada e estou no meio de 148 adolescentes e 28 instrutores e professores a quilômetros de casa.
Não, só senti minha testa explodir de dor e nenhum pensamento passou pela minha cabeça.
Quando a dor finalmente diminuiu, eu pude enxergar normalmente. Amanda e Samara pularam para fora dos bancos como se eu tivesse uma doença rara. Todos os olhares estavam em mim, passando entre choque e ódio. Até mesmo a sra. Crumley não mostrava sua alegria habitual.
Eu não sei bem porque fiz aquilo. Só, não sei, tinha que sair dali. Todos os meus amigos, meu namorado e até meus professores me olhavam como se eu fosse uma aberração. Ou quase isso. Corri e entrei na floresta. A escuridão me engoliu e ouvi vozes atrás de mim. Não sei o que diziam. Eu ignorei tudo. Na maior parte do tempo nem enxergava nada.
É só um sonho, é só um sonho, é só um sonho. Não parece um sonho.
Não sei bem o que aconteceu depois.
Quando me dei por mim, tudo estava tão normal que quase acreditei tudo realmente tinha sido um sonho. Até que uma voz disse: "Ela acordou."
Aí, eu abri os olhos. Uma linda mulher olhava para mim. Tinha cabelos negros e olhos escuros e amigáveis. Uma marca safira descansava em sua testa. Olhei ao redor. Eu estava numa sala branca, com várias camas. Ao lado, uma garota me encarava. Ela tinha longos cabelos pretos (mais pretos que o meu) e olhos azuis gélidos. Estava em pé, ali, de braços cruzados e me encarando como se esperasse que eu levantasse e a atacasse.
A mulher bonita sorriu e disse:
-Merry Meet e bem-vinda a House of Night.
Meu primeiro pensamento foi algo como: como assim bem-vinda a House os Night?
A primeira coisa que eu disse foi algo como: "O que?"
-Sinto muito, sei que isso pode ser confuso pra você. Sente-se bem para conversarmos? – perguntou a mulher bonita.
-Se eu me sinto...
-Deusa, garota, pare de ser tão estupida. Você aparece, do nada na porta da House of Night com uma marca no meio da testa e totalmente inconsciente. O que você quer que perguntemos? De onde você saiu? O que houve com você? - falou a garota que me encarava.
-Sarah- falou a mulher- Já chega.
-Yeah, me sinto bem, só fui marcada na frente de 176 pessoas, nunca me senti melhor. Dá pra me explicar o que está acontecendo?
A mulher sorriu -Claro. À proposito meu nome Diaspro e sou a Alta Sacerdotisa daqui. - Como se isso fosse sua deixa, Sarah saiu da sala irritada.
-Ok - eu disse- agora pode me explicar como cheguei aqui?
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 3

Mensagem por Lexi em 25/02/13, 06:03 pm

A única pergunta que eu realmente a fiz foi a única que ela não me respondeu.
Nós caminhávamos pela escola enquanto ela me explicava tudo. Misteriosamente, eu não encontrei nenhum calouro ou vampiro pelo caminho.
Ok, se eu ficasse descrevendo a House of Night inteira eu ia passar horas falando e não diria nada. Então vamos lá. A House of Night é linda, pelo menos foi essa a minha primeira impressão dela. A construção me lembra um castelo com várias outras construções, a maioria em pedra ou tijolo, o que o torna super fofo. Tem uma espécie de pátio super lindo com um jardim mega bem-cuidado e uma fonte d'água com uma imagem da Deusa, Nyx. Há vários outros lugares também: a enfermaria (de onde eu acabei de sair), o Salão de Jantar (onde nós fazemos TODAS as refeições), a biblioteca, os dormitórios, etc...
Eu estava prestando atenção na explicação de Diaspro quando de repente um enorme gato cinza pula do nada nos meus braços.
Eu devia estar realmente distraída porque só aí os vi. Bem, era meio díficil não ver quatro calouros correndo feito doidos. Tá, três calouros correndo feito doidos. A garota da frete tinha o cabelo cacheado ruivo, olhos verdes e um olhar vibrante. Quase ao seu lado, estava um garoto de cabelo caramelo, muitos músculos e olhos azuis. Um pouco atrás corria uma garota magra, de pele morena, cabelos e olhos castanhos que parecia estar se divertindo com o que estava acontecendo. Atrás de todos eles, andando normalmente como se não enxergasse nada do que estava acontecendo estava um garoto de cabelos e olhos pretos, pele pálida e olhar divertido. Ah, sim. E todos tinha a marca dos calouros na testa.
-Ali - gritou a ruiva e congelei quando vi que ela apontava diretamente pra mim- Achei!
Ela meio que voou em cima de mim. Tá bom, ela pulou em cima de mim, me derrubando e caindo junto. Me ignorando totalmente ela sentou e agarrou o gato que estava nos meus braços. Os outros três garotos pararam imediatamente quando viram Diaspro, mas a garota ruiva nem parecia nota-la.
-Seu gato fujão, fujão, fujão. Eu lhe disse que... - Só aí ela pareceu me notar. E ela já estava sentada em cima de mim faz um tempo. -Ahh, oi! Anww, desculpe você não sabe quanto foi difícil pegar esse gato - ela ofereceu a mão pra eu levantar e continuou falando como se fossemos melhores amigas. Eu nunca tinha visto essa garota na minha vida. -Tipo assim, a gente tava na...
Diaspro pigarreou e só aí ela pareceu nota-la também.
-Lembra do que eu disse sobre o gato?
-Diaspro, sua linda, quanto tempo... Então, esse vestido é novo?
Diaspro deu um sorriso quase imperceptível - Não, não é. Quero que lhe apresentar sua nova colega de quarto Camile, Raquel...
Antes que ela pudesse terminar a ruiva pulou em cima de mim de novo, dessa vez para me dar um abraço de urso - Deusa é você, finalmente. Quero dizer você séculos e nem precisou ouvir a Raquel falando, será que ela isso, será que ela aquilo...
O garoto de cabelo caramelo riu - Não se preocupe, ela é assim mesmo... Eu sou Mark, esse é Thiago e essa é a Raquel. Acho que você conheceu a Victoria.
Victoria deu língua pra ele e Diaspro disse - Está tarde, já vai amanhecer, é melhor irem se deitar.
-É - bocejou Victoria - Alias, pode me chamar de Vick.
Fomos para os dormitórios. Eles se dividiam em meninas e meninos e ambos tinham um especie de sala comunal, com TVS, mini-cozinha, aparelhos eletrônicos e sofás. Como estar em casa.
Me surpreendi ao ver o quando eu estava cansada. Pensando bem, tinha sido um dia bem longo.
-É por aqui - apontou Raquel.
Foi aí que eu a vi. Ela estava bloqueando a porta que Raquel tinha apontado. Usando uma minissaia (com enfase no mini. Enfase demais), blusa vermelha e botas ela podia ter conseguido o mesmo efeito andando com uma placa escrito "PROVOCATIVA". Tinha cabelo loiro liso, olhos azuis e pele branca. Segurando um copo com um líquido vermelho, a caloura acenava pra um garoto na porta do dormitório dos meninos. Ela se virou tão rápido que todo o líquido vermelho do copo dela caiu na minha blusa. Chega lá o que fosse, tinha um cheiro doce e devia ser delicioso.
-Ai - Ótimo pensei ela acabou de estragar a única blusa que eu tenho. Eu me virei pra entrar no meu futuro quarto. Mas ela se postou em frente a porta, dessa vez de proposito. Ela me deu um sorriso vadio. -Olha só oque você fez na minha roupa.Posso saber a sua desculpa pra isso?- Eu olhei. A roupa dela estava perfeita, exceto por uns pingos vermelhos aqui e ali. Comparando com a minha blusa completamente estragada, aquilo não era nada.
Não sei bem porque eu fiz aquilo. Mas estava totalmente cansada e irritada. Ela devia estar me mandando um olhar que ela imaginava se ameaçador, mas que me deixava com tédio. Se aquela garota queria bancar a vadia, duas podiam jogar esse jogo.
-Bem, é que eu fui atropelada por uma loira esquisofrênica que está bloqueando o meu caminho. - A garota parecia tão chocada que até me deixou passar.
Raquel olhava pra mim um pouco surpresa. Eu me joguei no que parecia ser minha cama e disse:
-Céus ela é uma vadia completa. - Raquel riu- É verdade. E ela ainda estragou a minha blusa.
-Tem roupas no armário. E não perguntem como eles sabem seu número. E você pode sempre personalizar seu uniforme.
Eu não me mexi. -Posso te chamar de Rocky?
Ela riu. -Porque Rocky?
-Sei lá. Sou muuuuuuuuuuuuito criativa pra apelidos.
-Sei... E posso te chamar de Mila.
-Porque Mila?
-Sei lá. Sou muuuuuuuuuuuuito criativa pra apelidos.
-Ladra de frases.
-Não sou.
Vesti uma linda camisola preta e me deitei.
-Boa Noite, Rocky.
-Boa Noite, Mila.
Mesmo com tudo, eu estava quase feliz.
Quase desejei não ter dormido. Por que caloura ou não, os sonhos me perseguiam.
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Beatriz em 25/02/13, 08:42 pm

vc escreve muito bem!!! Gostei bastante!

_________________
avatar
Beatriz
Filhos de Erebus
Filhos de Erebus

Mensagens : 1082
Pontos : 1654
Data de inscrição : 27/12/2009
Idade : 22
Localização : São Paulo

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Bia
Classe: Sextos Formandos Sextos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

http://jitenshaomeumundo.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Larah em 26/02/13, 01:34 pm

Uau, uau, uau.
pfpfpfpfpfpf continue postando a Vandaah tem razao vc tem um dom
continue escrevendo estou viciada naaa história Wink São duas fãs (2lol)

continue assim vc escreve beeeeeeeeeeeem d+

Very Happy
avatar
Larah
Veteranos
Veteranos

Mensagens : 169
Pontos : 169
Data de inscrição : 29/07/2012
Localização : Brasil

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Larah
Classe: Sextos Formandos Sextos Formandos
Afinidade Afinidade: Espirito Espirito

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Camila Victoria em 27/02/13, 01:25 pm

Três fãs. A história é ótima você escreve muito bem, cada capítulo deixa a gente louca pelo próximo, continue escrevendo e ESCREVA MUITO.
Smile
avatar
Camila Victoria
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 30
Pontos : 30
Data de inscrição : 22/01/2013
Idade : 17
Localização : Maceio

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Camila
Classe: Terceiros Formandos Terceiros Formandos
Afinidade Afinidade: Fogo Fogo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Juliah em 27/02/13, 03:51 pm

elas tem razao ouhh
ficou mt massah continuaaa logoo vou fikar doida e eu num gostoo de qlqr livroo ñ kk
love <3

Juliah
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 24
Pontos : 24
Data de inscrição : 22/01/2013
Idade : 19
Localização : Maceio

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Juliah
Classe: Terceiros Formandos Terceiros Formandos
Afinidade Afinidade: Ar Ar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 01/03/13, 07:42 pm

Obrigada, gente.
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Laila Santos em 07/03/13, 02:01 pm

Vixiii, Adorei o fanfic taah muito perferc.

Me deixou super curioosa quand sai o prox. capitulo??
avatar
Laila Santos

Mensagens : 8
Pontos : 8
Data de inscrição : 07/03/2013
Localização : SP - Brasil

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Layla Stewart
Classe: Terceiros Formandos Terceiros Formandos
Afinidade Afinidade: Ar Ar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 4

Mensagem por Lexi em 17/03/13, 04:34 pm

Eu imaginei que após um dia como esse, eu podia ter uma folga dos pesadelos.
Bem, eu estava enganada.
Tá, pra ser sincera o sonho em si não foi tão assustador quanto lembrar dele. Ok, isso soou estranho. Sim eu sempre tive sonhos, pesadelos e esse tipo de coisa, mas costumo não lembrar deles. Talvez eu não quisesse. Mas, qual é, já sou uma pessoa curiosa e desafio qualquer um a não querer saber por que toda noite acorda gritando. Mas as maioria das vezes, mesmo quando tento não chego à lembrar totalmente...
Ok, vamos ao sonho.
No começo tudo parecia completamente normal Esse era o problema. Para um sonho, era real demais. Eu estava em pé numa rua qualquer, olhando diretamente para uma casa amarela, com dois andares e uma grande varanda. Eu podia sentir a brisa matinal, ver o sol nascendo e assistir o que acontecia . E com certeza me lembrava de quem eu sou. Muito estranho.
Na frente da casa, no jardim ou sei lá, um garoto estava em pé. Não dava para ver seu rosto, pois ele estava virado para a casa, mas seus cabelos castanhos escuros se destacavam.
-Não saia! - gritou uma garota, que parecia estar na varanda. Bem, pelo menos eu achava que era uma garota. -Não vá, por favor!
-Eu tenho que ir. Tenho que descobrir o que aconteceu com eles. E tenho que avisar ao mundo que existimos, quem somos. Não podemos vai viver assim.
-Espere mais um pouco. E o sol já vai nascer. Se você for, você vai...
-Acredita mesmo nisso, Anne? Isso é só mais uma mentira, como mentiram sobre Rupert e Carlos. Como mentiram sobre tudo. Isso é só mais uma mentira. As pessoas precisam saber.
-Mas, Pether...
Pether não parecia estar se importando. Ele virou para começar a andar. Então ele caiu. E gritou. Tudo foi muito rápido. Só depois vi Pether rastejando como em minha direção.
-Pether! -gritou Anne, e saiu das sombras, como se quisesse correr e pega-lo.
-Eu não faria isso se fosse você. -disse uma voz estranha. Um homem se postou atrás de Anne. Forte. Era uma boa palavra para descrevê-lo. -O sol já nasceu. Vocês foram avisados. Sobre tudo. A pergunta, mocinha, é de que lado você está?
-Eu...
-A resposta é muito simples ou você está conosco - ele apontou pra si mesmo –Ou está contra nós. –E apontou para o rastejante Pether.
-Pether - ela respirou, como se para conseguir coragem. -Pether sabia o que vocês estavam fazendo. O que. O que vocês fizeram com Rupert e Carlos. Vocês não podem continuar a fazer isso. Vocês não entendem? Não podem.
-Entendo... –Disse o homem e Anne voou. Não tipo o super-homem ou o Goku. Como se pega uma boneca e joga do outro lado da sala, para fazer a mãe comprar outra. Anne gritou quando o sol a atingiu. O homem suspirou como se tudo isso tivesse o deixado com tédio. - Você escolheu seu lado. Aqui traidores não são permitidos.
O homem partiu e senti algo segurando minha perna. Olhei para baixo e vi Pether agarrado na minha perna
-Por favor você precisa... –Seus olhos estavam implorativos. Me vi presa neles. Então ele soltou a minha perna. E tive certeza. Estava morto.
Pether tinha olhos vermelhos.
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 24/03/13, 09:39 pm

Ok, essa informação não realmente surpreendente.
Suponho que com o dia que eu tive um garoto com olhos vermelhos devia ser normal, mas admito que os olhos escarlates de Pether me assustaram.
Então tudo mudou.
Juro. Num momento eu estava olhando para o corpo de Pether, em outra eu estava num local totalmente diferente. Era especie de porão. A sala ou sei lá estava totalmente escura, exceto pela fraca luz de uma vela que um garoto loiro segurava contra a parede. Pelo que dava para ver no ambiente escuro, o lugar parecia um galpão abandonado. Várias almofadas empoeiradas estavam jogadas no chão, uma mesa de madeira descansava no canto e as lâmpadas estavam todas quebradas. As janelas tinham um pano escuro as cobrindo e várias madeiras pregadas nelas.
Eu estava tão concentrada no ambiente que só depois ouvi a voz da garota. E mais depois ainda a encontrei. Ela se encolava no cobertor como num casulo e encolhida na parede como estava, eu não teria a localizado se as mechas loiras não a denunciassem.
-Pether e Anne desapareceram também. Ainda não voltaram. E o resto dos garotos estão todos dormindo. Sem saber de nada. Eu só... Eu só não sei mais. E s... E se... E se simplesmente continuarmos desaparecendo? Eu... Eu não aguento mais, Liam. Não dá mais
Liam não esboçou nenhum movimento.
-Eu acho que não. Faz um tempo que Pether anda meio desconfiado e com ideias idiotas na cabeça. Ele pode simplesmente ter fugido. E Anne faz qualquer coisa que Pether diz. Eles devem estar bem. Provavelmente voltaram logo, logo.
-Mas...
-Escute, já amanheceu e eu estou cansado. Vamos dormir, certo? -Liam apagou a vela.
-Eu não acho que eles estejam bem Liam. Nem nós.
O cenário mudou novamente. Agora eu estava em outra maldita sala escura, mas essa era diferente. Se a outra parecia um depósito abandonado, esse parecia um condomínio de luxo abandonado. Tá, com a escuridão, eu só conseguia ver a silhueta de um ajoelhado na frente de... Uma cadeira. Com um homem sentado, eu acho. Mas ainda o lugar, parecia mais... Refinado. Fazia sentido, acho. Se é que algo faz sentido nesses sonhos.
-Pegamos dois tentando fugir, meu senhor. Foram devidamente punidos. -disse o ajoelhado.
-Entendo... E os dois que fugiram semana passada?
-Não conseguimos encontra-los ainda, senhor, mas já temos homens na busca. Acho que nenhum deles desconfiam ainda.
-E quanto a nossa maravilhosa representante da House of Night?
-Você quer dizer a espiã?
-Prefiro não usar esse termo.
-Sim, senhor. Ela disse para não fazermos nada agora. Esperarmos mais um pouco. E disse algo sobre o Grande Dia. Disse que você saberia.
-Sim... E pelo visto terei que mandar um homem avisa-la sobre nossos pequenos fujões. Não que vão representar grande coisa.
-Eu... Eu estou apto para o serviço, senhor.
-Infelizmente, você não está.
O ajoelhado gritou. Eu gritei. Ele só teve tempo de dizer:
-Po... Por qu-e? - O sentado parecia meio entediado, como se isso fosse um jogo que ele já tivesse cansado de jogar.
-Agora, nosso novo convidado. -Ele olhou diretamente para mim.
Antes mesmo de sentir a dor, eu gritei.
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Larah em 26/03/13, 01:32 pm

Meeeeeeeeeeeeeeu... Vc ainda me mata c essee fic, eu too acustumada a ler tudoo de vez, vc tá me matandoo...

Cooontinueee e pooste mais capítulos, loooogooo, kk, estoou esperando
avatar
Larah
Veteranos
Veteranos

Mensagens : 169
Pontos : 169
Data de inscrição : 29/07/2012
Localização : Brasil

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Larah
Classe: Sextos Formandos Sextos Formandos
Afinidade Afinidade: Espirito Espirito

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 30/03/13, 09:33 pm

Suponho que aí que eu acordo gritando.
Isso por que a primeira coisa que eu vi quando despertei foi Rocky me sacudindo com uma cara que quase me fez ter um ataque cardíaco.
- Erhh, foi mal. Eu, huh, tenho sonhos as vezes - Ou sempre, pensei. Eu simplesmente não sabia o que dizer. Mas Rocky não insistiu, ou perguntou como tinha sido o sonho ou algo do tipo.
-Certo – Ela disse e abriu um sorriso. Então eu vi o que ela vestia. E definitivamente não era um pijama. -Desculpa, eu, hãn, não consegui dormir direito, então acordei meio cedo e resolvi me arrumar.
-Ok. – murmurei. Eu quase perguntei se ter sonhos era coisa de vampiro, mas fiquei calada. Só, sei lá, era uma pergunta estranha.
E essa foi a minha deixa. Fui ao banheiro tomar um banho sério. Penso melhor quando faço alguma coisa.
Ok, eu não sei porque estava tão assustada. Afinal já tive pesadelos daquele tipo antes. Eu acho. Não sei porque o sonho me incomodava tanto. Eram mais pequenas coisas, como... Como os olhos de Pether. Seus olhos pareciam gravados em mim. Eu...
Não. Pare de pensar merda. Roubei um pouco de make da Rocky, para melhorar o meu rosto. Posso não ter muitas espinhas, mas meu rosto pálido parece o de um fantasma quando acordo. Vesti uma saia preta fofa que tinha no armário e uma blusa branca com um símbolo estranho nas costas. Com a meia calça e a sapatilha fofa que também achei no armário, eu estava quase normal.
A marca safira se destacava na minha pele pálida, afirmando que eu não sou um fantasma. E que eu também não sou normal. Não como costumava ser. Agora eu era uma caloura.
Nós estávamos saindo quando vi o aglomerado de gente em torno da fonte de Nyx. Eu não fazia ideia que horas eram, ainda mais com o horário maluco da House of Night, mas achava que era cedo demais para ter tanta gente acordada.
-O que foi? -perguntei.
-Veja você mesma - Vick saiu do nada e agarrou meu braço e o de Rocky, nos arrastando entre os calouros até chegar na frente do enorme chafariz com a estatua de Nyx.
Três garotas de uns dezesseis ou dezessete anos estavam lá. Todas encaravam um garoto bonito, com músculos e um cabelo cor de areia. Ele vestia jeans e uma blusa branca que destacava seus olhos verdes. Muito verdes.
A garota do meio eu reconheci imediatamente. Era a do incidente com o suco. As outras duas eram quase idênticas. Ambas eram loiras, tinham a pele branca e se vestiam parecidas. Vestiam saias idênticas, blusas brancas e saltos altíssimos. A da esquerda tinha olhos verdes e a da direita, azuis. A de olhos verdes levava uma bolsa Gucci rosa-choque enquanto a de olhos azuis, uma de rosa-bebe. A de ontem tinha uma bolsa pareciada, só que roxa e com um monte de chaveiros dourados.
- A vaca n. 1 está fazendo um barraco. – Vick apontou a do meio – Conheça Tasha. Linda, loira, rica e insuportável.
-Então qual é a sua? –gritou Tasha. Ela devia ser muito boa em fazer barracos porque seus olhos tinham lagrimas e ela falava como uma garota abandonada. Ela baixou a voz e disse- Você tem estado tão distante. O nosso relacionamento...
-Nosso relacionamento? – respondeu o garoto de cabelo cor de areia. –Você tá doida? Não há nada entre nós.
-Nada? Quer disser que eu fui só isso pra você? Algo que você usou e jogou fora? Mas, não, eu é que fui ingênua por pensar que você era diferente. É óbvio que você não é.
-De novo, não há nada entre nós. Nunca houve. Eu não tenho nada com você, entende? Eu... Só depois conversamos ok?
-O que? Assim simplesmente? Não. Pode perguntar a Vivi aqui – ela puxou a de olhos verdes – Ela sabe o que aconteceu.
-É? E você pode perguntar à qualquer um. Qualquer um aqui. Todos sabem o que aconteceu. Ou seja, nada.
Bem eu definitivamente não sou sortuda. Porque, com tanta gente lá, ele tinha que apontar diretamente para mim.
E quando Tasha me viu, sua expressão mudou e aí, a porra ficou séria.
-Então é isso. Você me trocou por ela.
-Ei- começou Vick.
-A qual é. – me ouvi dizendo. Dei um passo para a frente. Ela já estava me irritando–eu cheguei aqui ontem. Você já quer dizer que eu roubei o seu namorado?
-Não enche o saco. Essa briga não é sua.
-Pois foi você que me meteu nela.
Aí as coisas ficaram estranhas. Eu não sei bem explicar. Num segundo eu estava ali, normal, e no outro eu sabia exatamente o que ia acontecer.
Naquele momento eu soube que Tasha ia me empurrar. Me empurrando, eu cairia na fonte e bancaria a idiota na frente de todos os meus futuros colegas. Mas eu não estava afim que isso acontecesse. Eu poderia ter feito isso de muitas maneiras. Mas simplesmente dei um passo para o lado.
Como o previsto Tasha veio com tudo para cima de mim. Quero dizer com tudo mesmo. Ela não ia me empurrar, mas jogar toda a força de seu corpo em cima de mim. Ela não tinha como ter parado. Vi de perto Tasha cair na fonte.
Até hoje eu não sei quem diabos gritou, mas gostaria que tivesse se mantido calado.
Isso não me impediu de ouvir.
-Ela está se afogando!
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Larah em 02/04/13, 08:46 pm

Hahahahahahah, morre vadiaa kkkkkk
avatar
Larah
Veteranos
Veteranos

Mensagens : 169
Pontos : 169
Data de inscrição : 29/07/2012
Localização : Brasil

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Larah
Classe: Sextos Formandos Sextos Formandos
Afinidade Afinidade: Espirito Espirito

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 23/04/13, 06:40 pm

Retiro o que eu disse. Quando Tasha caiu na fonte, aí sim a porra ficou séria. Tudo aconteceu rápido demais. Todos conversavam, cochichavam e apontavam. Alguns tiravam fotos, outros davam gritinhos de surpresa.
E toda a atenção parecia estar em mim.
Vivi começou a gritar algo para o garoto da discursão. Eu não precisava ter ouvido para saber que era do tipo “Vá salvar ela!”. De um jeito ou de outro, ele não hesitou em tirar a camisa e pular na fonte.
Tasha podia ser o que fosse, mas fiquei aliviada quando o garoto a trouxe de volta. Bem, ela decididamente parecia uma droga. O cabelo esta encharcado, o vestido molhado que parecia ter diminuído de tamanho e estava colado ao corpo. Os olhos estavam vermelhos e inchados. Ainda assim ela me lançava uma tentativa de olhar de ódio.
-Você está bem? – perguntou o garoto.
-Vivi, Lili, peguem um casaco para mim. Matthew me põe no chão. Agora. – Ela tossiu. Lili pegou a camisa de Matthew e entregou a Tasha enquanto Vivi foi salvar a bolsa abandonada. –V-você. –Ela olhou para mim. A maquiagem borrada a deixava parecendo uma cleptomaníaca assassina. –Você me empurrou.
-Já chega! –Disse uma voz autoritária. Uma mulher surgiu. Tinha cabelos escuros, não pretos, mais escuros e os olhos mais negros que já tinha visto. Sua pele branca destacava a marca safira em sua testa, completa e desenhada. O mundo de calouros se dividiu em dois para deixa-la passar. –Todos vocês, vão tomar café-da-manhã antes que se atrasem para as aulas. Vocês –ela apontou para Vivi, Lili, Tasha, Matthew e eu –fiquem aqui. Você também, Vick. –Vick se postou ao meu lado. Ela parecia quase divertida.
- Olha, Salina eu só sei que estava tudo bem e do nada ela me empurrou e...
-Vocês discutiram isso mais tarde com Diaspro. Não quero saber sobre isso. Vivi, pegue as coisas da Tasha. Matthew, ninguém quer ver seu tanquinho. Vá se vestir. Tasha, vá tomar um banho quente e trocar essa roupa molhada. Mas a senhorita não está dispensada das aulas. Todos vocês vão falar com Diaspro mais tarde. –Ela me encarou. –Você também.
-Certo. –murmurei.
Vick e eu caminhamos em silêncio. Ou talvez eu tivesse muito desligada, porque quieta era a última coisa que Vick estava. Paramos em frente a enormes portas de carvalho onde diversos calouros circulavam. Vick deu um pulo e se virou para mim.
-Ok. Da próxima vez que você for empurrar vadias em chafarizes me avise. Não deu nem pra filmar.
-Eu não a empurrei.
-De um jeito ou de outro você virou de novata a nova sensação da House of Night em poucos minutos. Suponho que deva lhe dar os parabéns. –Mark surgiu, com Thiago atrás.
-Certo, essa eu deixo. Afinal empurra-la no chafariz não era exatamente o meu sonho -comentou Vick.
-Isso não está na sua lista de sonhos? –perguntou Thiago. Acho que era a primeira vez que eu o ouvia falar. Ele tinha o mesmo olhar de ontem. Ele me parecia o tipo de pessoa que não participava de tudo intensamente, mas ainda se divertia.
-Não, não está. Mas eu até fiquei com pena do Matthew. Até mesmo com a história dele...
-Qual é a história do Matthew?
Vick suspirou. –Assunto complicado. Te conto lá dentro –ela apontou o refeitório –Junto com a minha lista de sonhos.
-Isso é épico –comentou Thiago.
Mark riu. –Pronta?
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Lexi em 10/05/13, 08:06 pm

Não, eu não estava pronta. Mas entrei.
Como posso definir o refeitório? Ok, ele é normal, se você ignorar o fato de ter umas três trilhões de comidas a mais do que o refeitórios normais. De qualquer jeito, não estava com fome. Seja os olhares em mim, a cena mais cedo e ou fato de eu não ser muito fã de cafés-da-manhã. Peguei umas torradas, queijo e um copo de suco de uva (sim, os de caixinhas. Pode parecer estranho, mas é vício) e fomos para a mesa.
-Então, porque a história do Matthew é assunto complicado?
Vick suspirou, acrescentando leite á sua tigela de cereal. Ela não perdia o apetite –Bem, porque não dá para contar a história de Matthew sem contar a história de Tasha. E não dá para contar a história de Tasha sem contar a história de Sarah. E a história da Sarah é complicada.
Lembrei da garota que gritara comigo na enfermaria. –Qual é...
-Para resumir, o irmão dela morreu e ela super pirou.
Rocky revirou os olhos e suspirou. Parecia um misto entre cansada e triste. -Pare de ser insensível.
-Eu não sou insensível. Sou sincera.
-Ele era o irmão dela! E… eles eram próximos. O que você esperava? Que ela ficasse feliz?
-Qual foi. A atitud-
Rock se virou para mim como se não fosse continuar a discursão. - Ok, digamos que a Sarah foi marcada, tipo, uma semana antes do irmão. Ou mais que isso. Enfim, qualquer um pode ser marcado e, com eles, foram os dois. Nessa época, Sarah era líder do Filha das Trevas e Alta Sacerdotisa em treinamento. Como Vick diz, a Rainha do Pedaço.
-Então ele morreu. -acrescentou Vick, enchendo rapidamente a boca de cereal para evitar novos comentários.
-Bem... É isso. Você sabe que, quando somos marcados, só há duas opções. Ou nos tornamos vampiras completas ou nosso corpo rejeita a mudança, e morremos. Com ele foi a segunda opção. -ela empurrou o prato ainda cheio. -Era um ritual de Nyx. Temos rituais quartas e sextas, além de luas cheias e alguns feriados ou acontecimentos especias. Como era sexta e lua cheia nós teríamos um ritual especial. Como sempre, Sarah estava ajudando no círculo quando tudo aconteceu. Foi bem repentino. Ele simplesmente, morreu.
-E aí a Sarah pirou. -Continuou Vick- Quero dizer, no início, foi normal. Embora os vampiros não curtam muito esse negócio de depressão-pós-luto, todo mundo esperava que ela, sei lá, ficasse triste. Ela se trancou no quarto e tal. Mas ela, sei lá, mudou. Radicalmente. Ela botou um salto, vestiu grife e se maquiou. Não como se estivesse bem, mas como se quisesse parecer estar. Ao invés de melhorar ela cortou laços melhor que o Sasuke. Desistiu de ser alta sacerdotisa em treinamento e do posto de líder do Filha das Trevas. E no meio dessa loucura toda, entra a Tasha. Ela, que era toda Sarah-e-eu-best-friends-forever mandou basicamente mandou ela se fuder e pegou os cargos que Sarah tinha deixado para trás. E pior é que ninguém pode falar nada sobre o direito dela de "governar". –disse com raiva.
-Porque?
Rocky continuou- Porque ela tem um dom. Quero dizer, vampiros são naturalmente talentosos mas as vezes recebemos um dom especial, um dom de Nyx. Pode ser facilidade em algum tipo de coisa, uma afinidade com um elemento ou até mesmo uma ligação direta com um.
-É verdade –comentou Thiago – Mas no final um dom pode ser qualquer coisa, uma vez que cada dom em diferente em cada pessoa, como seu jeito de representa-lo e de usa-lo.
-Enfim, Tasha tem o dom da persuasão. –retomou Vick, menos raivosa- Pessoalmente, eu nunca vi. Mas dizem que a primeira vez que ela usou foi logo depois de ser marcada, e ela nem percebeu que estava usando charme. Quero dizer, vampiros são naturalmentes persuasivos, mas ela é 10 vezes mais. Mas, óbvio, ela não pode usar o poder dela em ninguém ao menos que tenha permissão. Então, Matthew. Matthew é digamos, o ex namorado de Sarah. Lembra que eu falei que ela saiu cortando laços? Pronto. Ela terminou o namoro também. Só que Matthew ficou tipo, arrasado. Não que ele tenha saido chorando e fazendo barraco que nem a Tasha. Mas tava na cara que ele gosta dela. De verdade. E Tasha PRECISAVA paquerar o ex da melhor amiga para completar o visual de vadia completa e absoluta. Isso completa o ciclo.
Um minuto de silêncio se passou. Ou talvez fosse só a minha imaginação.
-Tem razão. História complicada. -Eu definitivamente não estava com fome.
-Vamos para assuntos mais leves. -Sugeriu Mark. Eu já tinha me esquecido da presença dele e de Thiago na mesa. Eu concordei.
-Assunto. Ah. Já sei. Vou te apresentar as paquerinhas do Thiago -Disse Vick animadamente.
-Eu tenho paquerinhas?
-Definitivamente tem. Olha ali, Camile. –Vick apontou - Mesa a esquerda. Caloura loira de óculos. Lauren Robertts. Ela e a melhor amiga, Patricia Lovenwoon decidiram que usar óculos é legal então tem umas 300 armações. Thiago é afim dela.
-Eu sou?
-Você é. O garoto de cabelo liso ali na ponta é Cristopher Merryweather, um dos meus companheiros otakus. Aliás, EU não vem sem ANIME nesse mundo, ok?
Eu ri. -Anime é legal.
Ela encostou os cotovelos na mesa e me encarou animadamente. -Você gosta de anime? Que tipo de anime?
-Gosto e sei lá. Tipo Dragon Ball Z, Naruto, Pokémon. Fairy Tail é o máximo.
Ela levantou os braços como num gesto celebrativo -Comemoremos.
-Você tirou a chave para a matraca dela.
-Cala a boca. É CLARO que Fairy Tail é o máximo.
-Nós não estávamos falando da mesa de lá? –perguntou Rocky.
-Não, eu estava falando da mesa de lá. Certo. Ao lado delas, a garota de pulôver verde e cabelo caramelo é Aline Linspector. Ela é a colega de quarto da Marisa MonteCrist, aquela cleptomaníaca anti-anime que ousou xingar Naruto na minha frente. A Marisa é aquela de cabelo obviamente castanho que acha que é ruiva. "Meu cabelo é castanho-avermelhado, meu cabelo é castanho-avermelhado". É insuportável.
-Plantão de notícias, ruiva? –Um garoto surgiu. Tinha pele escura e cabelo cortado ao estilo militar. Mas nem um cego o confundiria com um militar. Ele tem aquele olhar travesso, o jeito de palhaço da turma e um sorriso com entrada automática no rosto. Também tem aquela postura de relaxado que já se acostumou a bagunça. Parecia gente boa, acho.
-Estou atualizando a Camile.
-Isso é desculpa para ser tagarela.
-Não é não.
-Não é não não resposta.
-Primeiro: é porque não que não é resposta. Segundo, essa frase tem nãos demais para o coompriendiamento humano.
Ele riu e estendeu a mão em minha direção. -Prazer, Shiro Uchiha, ao seu dispor. - Ergui as sobrancelhas para ele. Ele riu. - Nós é que escolhíamos os nomes, então... Perry é estranho e adoro o Japão.
-Prazer, Perry. Sou a Camile.
Ele sorriu. De repente, se virou para Vick como se lembrasse de algo importante -Cris está com um mangá novo. Não me mate.
Vick gritou, pulou da cadeira e saiu correndo atrás do garoto de cabelo liso que ela tinha apontado. Ele devia estar acostumado, porque caiu fora incrivelmente rápido.
Soou uma espécie de toque.
Mark empurrou o café terminado e olhou para mim. -Esse é o toque-de-ir-para-as-aulas. Qual é a sua primeira aula?
-Não sei.
-Você ainda não recebeu o horário.
Ooops, pensei. -Não. Diaspro disse que estava com... Sarah. Ela disse que era para eu pegar com ela. –De repende eu estava feliz por não ter comido o café da manhã.
-Você vai precisar dele -comentou Thiago - Não tem como ir para as aulas sem saber quais são as aulas.
-Bem, se o seu horário tivesse com a Tasha, aí você teria que se preocupar. Da última vez que a vi, ela parecia doida para pulverizar novatas. -falou Perry.-Thau, novata. É bom correr.
Eu suspirei. Não conseguia me livrar da sensação que o dia (ou a noite) só estava começando.
avatar
Lexi
Vamp Novato
Vamp Novato

Mensagens : 25
Pontos : 27
Data de inscrição : 09/02/2013
Idade : 18

Aluno Morada da Noite
Nome Vampirico:: Lexi
Classe: Quintos Formandos Quintos Formandos
Afinidade Afinidade: Água Água

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Primeiro Desafio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum